Verbos preposicionados mais comuns em tcheco


No que se refere ao entendimento e aprendizado do tcheco, muitos indivíduos apontam uma certa limitação e dificuldade no que condiz a complexidade de utilização dos verbos e suas variações . Porém, por intermédio de dicas e “macetes” tudo pode se tornar mais fácil e simples de entender. Assim, este artigo irá ser direcionado á alguns verbos como: psát (escrever) e dělat (fazer), que serão utilizados como radicais, e seus respectivos e diversos prefixos.                                 

 

        No tcheco, num contexto geral, a forma pura de um verbo é a básica (diferentemente do inglês, em que os verbos podem ser encontrados numa forma frasal) e acompanhado por uma preposição, que pode completar o sentido do verbo de maneira efetiva ou até mesmo mudá-lo expressivamente. Cabe destacar também que no idioma estudado, a preposição é apresentada antes do verbo e junto dele. Além disso, num contexto geral, as preposições, quando agem como prefixo dos verbos, perdem seu real significado. Exemplificando, há “po” que em tcheco quer dizer “depois”, porém quando junto de um verbo como em “popsat” está relacionado a descrever algo ou alguém.

       Além disso, é importante lembrar, que o estudo dos verbos e suas preposições caracteriza-se por ser de um nível mais avançado. A seguir, uma lista de preposições e seus significados (diferente do apresentado quando junto de verbos) e dois verbos utilizados como base para o estudo:

 

Preposições

 

na- (em/na/no)

pře – (em frente – před)

do – (para dentro)

vy – (prefixo que nao existe em pt)

po – (depois)

od(e) – (de)

o – (sobre)

 

Verbos preposicionados

 

Psát (escrever):

 

psát – escrever (ação repetitiva – perfeito)

napsat – escrever (ação única – imperfeito)

přepsat – passar à limpo (reescrever)

dopsat – terminar de escrever

vypsat – extrair coisas importantes do texto (sentido de escrever)

popsat – descrever algo ou alguém

odepsat – responder por escrita, desistir de alguém e deixar preparado para descontar imposto

podepsat (se) – assinar

opsat  / opisovat – copiar

upsat se – escrever rápido e errado (de forma desconcentrada)

 

Exemplos: 

(1) Ele descreveu detalhadamente o ladrão para a polícia – Popsal detailně zloděje policii.

(popsat – descrever; detailně – detalhadamente; zloděj – ladrão; para –  usado 3. caso em tcheco em vez da preposição; policie – polícia)

(2) Juntos eles estão assinando o contrato – Podepisují spolu smlouvu. 

(podepisovat – assinar, contrato – smlouva, dohoda, dohodnout se – arranjar)

 

Dělat (fazer):

 

nadělat – nadělat problémy / katastrofu / škody – relacionada a destruição e catástrofe

předělat – refazer.

dodělat – terminar de fazer, acabar de fazer

vydělat (na něčem)- ganhar dinheiro, ser beneficiado

podělat – tomar uma atitude errada.

oddělat (coloquial)- matar alguém, destruir alguma coisa (ex. carro – auto)

o – não possui relação com dělat

 

Exemplos:

(3) Você cagou na sua apresentação do trabalho – Podělal jsi svojí prezentaci práce (literalmente, porém artificial). Naturalmente: Tu svojí prezentaci projektu jsi pěkně podělal.

(podělat – cagar, prezentace práce / projetktu – apresentacao do trabalho / projeto, pěkně – bem)

(4) Vou terminar de fazer o que minha professora pediu – Dodělám (to), o co mne/mně moje paní učitelka požádala.  

(dodělat – terminar de fazer, o que – co, minha professora – moje učitelka, požádat (o) – pedir (x), vou finalizar – dokončím, finalizar – dokončit)

 

Aí? Consegue desenvolver outras frases?

     

     Cabe destacar, que num contexto geral, quanto mais complexa a base, em termos de estrutura e significado, menor o número de preposições ligadas ao verbo e ao mesmo tempo, quanto menor a sua complexidade, maior o número de preposições que podem ser ligadas à ele. Assim, é possível concluir que a utilização de preposições junto de verbos auxilia na construção de um vocabulário amplo e variado. Além disso, mediante ao que foi apresentado, a língua tcheca não é impossível de aprender. Com esforço, estudo, dicas e dedicação seu aprendizado ocorrerá de maneira natural.

 

Coautor: Flávio Douville Brito Monteiro – aluno de tcheco

Menu