Pedir, em alemão, aquilo que desejo


Isso pode acontecer com qualquer um, veja bem: uma situação na padaria. Não consegue lembrar aquele certo nome e precisa perguntar dessa forma: “Como a gente chama esses pãezinhos?”E aí, como que faz? Alguns mostrariam com o dedo, outros tentariam explicar.

 

“Das da sieht gut aus. Das möchte ich gern kosten/probieren.”

“Isso parece bom. Gostaria de experimentar/provar isso.”

 

“Die da drüben finde ich interessant. Kann ich mir die bitte mal ansehen?”

“Eu achei ali aquelas (coisas, de maneira geral) interessantes. Posso dar uma olhada, por favor?”

 

Quando você não consegue se recordar de uma palavra em especial, muitos Alemães dizem simplesmente das Ding ou die Sache (a coisa / aquela coisa). Além dessas duas formas, nas situações cotidianas pode ouvir também das Dings, das Dingsda, das Dingsbums e no plural die Dinger.
 

“Ich meine das Ding da drüben. Eins weiter rechts. Genau, das da!”

“Quero dizer aquela coisa ali. Mais para direita. Exatamente, isso aí!”

 

“Könntest du mir bitte mal das … na, das Dings geben! Du weißt schon!”

“Por favor, você poderia passar para mim aquilo…ehm (pensando), aquela coisa.”  

 

“Hast du schon die Dinger nach Hause gebracht?”

“Você já trouxe aquilo para casa?”

 

 

NÃO SE ESQUEÇA! 😉 Caso a gente conheça alguma palavra em especial para um determinado produto, neste momento você deve usar o ARTIGO ADEQUADO para aquela palavra – por exemplo na padaria der Kuchen ou das Brot

 

 

“Die da, was ist das für eine Wurst? Was ist in der drin?”

“Aquela ali, qual salsicha é essa? O que tem nela?”

 

“Wie viel kostet ein Stück von dem da? Und wie viel kostet der ganze Kuchen?”

“Quanto custa um pedaço desse? E quanto custa o bolo inteiro?”

 
 Utilizando da ou dort, você quer dizer sobre algo que está mais longe ou afastado de você. E quando você usa hier, você se refere com alguma coisa que está próximo de você, “no seu local”: aqui. E mesmo quando você usa diese(-r/s), refere-se com algo que está perto de você: seria como o “este”, ”esta”. Já, ao contrário, usando jene(-r/-s), novamente falamos sobre algo mais afastado: “esse”, “essa”, “aquel(e,a)”, “aquilo”. 
 

“Gibst du mir bitte mal das Ding da hinten?”

“Você me passa por favor aquilo ali?”

 

“Zwei von diesen Dingern hier ganz vorne, bitte.”

“Dois (= dois pedaços) desses aqui na frente, por favor.”

 

“Ich meine das da, von mir aus gesehen ein bisschen weiter rechts.”

“Quero dizer que, do meu ponto de vista, um pouco mais à direita.”

 

“Das rechts daneben meine ich.”

“Aquele do lado quero dizer.”

 

“Von Ihnen aus gesehen weiter links.”

“Do seu ponto de vista, mais à esquerda.”

 

“Nein, das davor/dahinter, bitte.”

“Não, aquele na frente/por trás, por favor.”

 

“Das da oben ganz links, bitte.”    

“Aquilo ali em cima bem à esquerda, por favor.”

 

 

Caso você não saiba como se chama determinado objeto que você está precisando, pode simplesmente perguntar como chamá-lo, também.

 

“Wie heißen die nochmal?”

“Como isso se chama, mesmo?”

 

“Wie ist der Name dafür?”

“Como chamamos isso?” (literalmente: Qual é o nome para isso?)

 

“Was ist das deutsche Wort dafür?”

“Qual é a palavra em alemão para isso?”

 

 

Agora pode entrar sem medo em uma loja ou falar com alguém sem exatamente especificar objetos, ou mesmo sem necessidade de localizar exatamente determinado objeto de forma muito mais sofisticada. Dúvidas? Manda uma mensagem embaixo da postagem do artigo no Facebook, eu te responderei logo! Não esquece praticar as frases direto com nativos!  Tschüss!

Menu